Quem entende pelo menos um pouco sobre vinhos sabe que alguns precisam ficar amadurecendo dentro de carvalhos para que fiquem mais saborosos e intensos. Mas, se perguntar o motivo desses vinhos ficarem amadurecendo nesse tipo de suporte, praticamente ninguém sabe responder.

Pensando nisso, separamos um pouco sobre o assunto aqui nesse texto e se você é fã da bebida e gosta de saber um pouco mais da sua história e sobre todo o processo usado para fazer o vinho, vale a leitura!

 

Porque os vinhos são colocados em carvalhos?

Bom, primeiro é importante citar que para um vinho ser realmente gostoso e intenso, é preciso que ele sofra um processo que é chamado de micro-oxigenação. Entendido isso, agora vamos ver o que a micro-oxigenação tem a ver com o carvalho em si.

Quando o vinho é colocado em carvalhos, ele sofre uma exposição pequena e controlado com o oxigênio. Por conta dos poros e da boca do barril de carvalho, o vinho consegue ter contato com o oxigênio e então ele fica longevo e resistente.

Existe uma boa diferença entre o barril de carvalho novo e o barril de carvalho mais usado. Quando a bebida é colocada em um barril que já foi usado algumas vezes, ele não passa gamas de sabores e também de aromas para o vinho, apenas permite que seja feita a micro-oxigenação.

Por isso as empresas que fabricam vinhos sempre preferem utilizar barris novos ou então que foram usados no máximo três vezes. Isso é o que faz com que a produção do vinho fique tão cara e então os preços dos melhores sejam tão altos.

O valor pago por um barril de carvalho francês, por exemplo, é de mil euros e o valor de um americano é mais do que mil dólares.

Quando um barril é utilizado mais de uma vez, é essencial que primeiro ele seja muito bem limpo, porém, nunca devem ser esterilizados. Se isso acontecer, as chances do vinho ficar defeituoso são muito grandes.

 

Quais são os benefícios dos vinhos serem colocados em carvalhos?

A primeira vantagem é em relação a cor da bebida que fica totalmente diferente daqueles que não são colocados em carvalhos. Os vinhos colocados nesse recipiente costumam ficar com uma cor intensa, pois existe uma reação entre os taninos e antocianinos que fazem com que a bebida fique com essa aparência bonita.

Além disso, os taninos são amaciados e isso faz com que o aparecimento de borras seja precoce. O vinho fica com uma estrutura de micro-oxigenação causada pelos taninos da madeira.

A evaporação faz com que o vinho fique mais concentrado, já que a perda do seu volume por ano é de mais ou menos 3%. Esse processo costuma ser chamado de parte dos anjos.

É muito interessante saber informações a respeito de vinhos, não importa qual é o tipo da bebida, se vinho português ou qualquer outro tipo. Quanto mais pesquisas são feitas em relação a essa bebida, mais curiosidades você descobre.

Para saber muitas outras informações a respeito do vinho do Porto, como ele é produzido, quais alimentos é possível combinar perfeitamente com a bebida e muitas outras informações a respeito, basta acessar mais o blog da Eno Gourmet Premium.

Saiba mais

Agora que você já sabe como o carvalho modifica os aromas e os sabores dos vinhos, que tal saber como conservar o vinho depois de aberto?

Venha a próxima dica: como servir o vinho?