Os vinhos costumam levar uma sigla (por exemplo: DOC), e esta sigla representa sua Denominação de Origem.

A Denominação de Origem nas sigas dos vinhos tem por objetivo delimitar regiões de produção e qualificar os vinhos ao redor do mundo.

Essas siglas dos vinhos começaram a surgir por volta do século XVIII, quando o primeiro ministro português: Sebastião José de Carvalho e Melo percebeu que as exportações de vinho do Porto iam mal e careciam de normas e leis. Assim em 1756 foi criada a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, uma organização governamental com o objetivo de delimitar e reconhecer as áreas de produção de vinhos do Douro. Assim com a criação de normas que ontrolavam desde a produção, a qualidade dos vinhos e, principalmente, a sua comercialização.

Essa é a primeira essência da primeira fase de controle sobre os vinhos, e que não se extinguiu por completo. Hoje em dia, o trabalho é exercido pelo Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, orgão regulador oficial que, entre outros trabalhos, define os estilos de vinhos, as uvas permitidas para cada produto e a Denominação de Origem Controlada (DOC) do Douro, a qual qualifica e protege também os vinhos não fortificados da região.

Cada país tem sua própria denominação, e para facilitar separamos uma tabela com as denominações de cada país, partindo do mais baixo ao mais alto:

PAÍS CLASSIFICAÇÃO (DO MAIS BAIXO AO MAIS ALTO)
União Européia
  • Vinho de Qualidade Produzido em Região Demarcada (VQPRD)
Portugal
  • Vinho de Mesa (VM)
  • Vinho Regional (VR)
  • Indicação de Proveniência Regulamentada (IPR)
  • Denominação de Origem Controlada (DOC)
França
  • Vin de Table (Vinho de Mesa)
  • Vin de Pays (Vinhos Regionais)
  • Vin Délimités de Qualité Supérieure (VDQS)
  • Appellation d’Origine Contrôlée (AOC)
Itália
  • Vino da Tavola (VdT)
  • Indicazione Geografica Tipica (IGT)
  • Denominazione di Origine Controllata (DOC)
  • Denominazione di Origine Controllata e Garantita (DOCG)
Espanha
  • Vino de Mesa (VdM)
  • Vinos de la Tierra (VdiT)
  • Vino de Calidad con Indicación Geográfica (VCIG)
  • Denominación de Origen (DO)
  • Denominación de Origen Calificada (DOC)
  • Denominación de Origen de Pago (DO Pago)
Alemanha
  • Tafalwein (vinho de mesa)
  • Landwein (vinhos regionais)
  • Qualitatswein bestimmter Anbaugetite (QbA)
  • Qualitatswein mit Pradikat (QMP)
Estados Unidos
  • AVAs (American Viticultural Areas)
Austrália e Nova Zelândia
  • Geographic Indications (GI)
África do Sul
  • Wine of Origin (WO)
  • Geographical Units (GU)
Argentina
  • Indicação de Procedência (IP)
  • Indicação Geográfica (IG)
  • Demoninación de Origen Controlada (DOC)
Chile
  • Vinos de mesa
  • Vinos sin Denominación de Origen
  • Vinos con Demoninación de Origen (DO)
Uruguai
  • Vino de Mesa
  • Vino Fino ou Vino de Calidad Preferente (VCP)
Brasil
  • Vinho de Mesa
  • Indicação de Procedência (IP)
  • Denominação de Origem (DO)

Compre seu Vinho o Eno Gourmet Premium

Para ficar por dentro de todas as dicas sobre o mundo dos vinhos e da culinária portuguesa, fique atento as novidades do Blog Eno Gourmet Premium, um ótimo portal de conhecimento gastronômico, feito para você. Confira e aprenda a ser um excelente anfitrião para surpreender sua companhia em jantares, reuniões e confraternizações. Escolha a sua melhor taça e não faça feio.