Não é de hoje que temos o queijo como um dos principais alimentos em nosso país e já é de se esperar que não iremos deixar de consumir o mesmo tão cedo, visto que o Brasil juntamente com Portugal são uns dos maiores criadores de gado e de produtos lácteos no mundo, logo, matéria é o que não faltará para a criação da iguaria, sendo também uma das melhores técnicas de conservar o leite, chegando a durar um ano caso seja deixado na sombra fresca. As variedades são quase infinitas e donos de lojas de produtos portugueses afirmam que o queijo é o preferido de muitos na hora das compras.  E o que transforma um único alimento em vários outros, com formas, sabores e tamanhos, será os diferentes pontos em que o preparo se concentrar, dependendo do tempo de fermentação e maturação, o contraste entre um tipo de queijo e o outro é considerável.

Uma das grandes parcelas dos alimentos fazem uma combinação perfeita com o laticínio, como torradas, bacalhau português, biscoitos, doces, pães e frutas. Geleias como as de figos ou uvas em sanduíches ganham um sabor a mais quando acrescentado uma fatia de muçarela ou queijo branco, trazendo um sentido diferente ao paladar, se completando. Assim como a uva é uma ótima indicação para harmonização com diferentes tipos de queijo, por ser uma fruta ácida e ao mesmo tempo adocicada, a bebida que deriva de seu suco, se torna peça chave na hora de degustar uma tabua de petiscos. A combinação harmoniosa entre os sabores é um trabalho difícil e mesmo tendo escolhido um ótimo vinho, pode ser que ele não realce o sabor do queijo ao colocá-los na boca. Pensando nisso foi criado um pequeno guia com produtos encontrados em qualquer supermercado que caem bem na hora do happy hour, com vinho português e variedade de queijos que são feitos um para o outro.

 

 Tipos de queijos e vinhos portugueses que se completam

Vinhos leves como o Pinot Noir e Merlot (tinto) e o de uvas Chardonnay (branco), são ótimas combinações para os queijos Camember, por ter um gosto forte, textura macia e produzido com leite de vaca, para o queijo Brie, cremoso, de casca branca, coberto por um mofo comestível, com leve sabor de nozes, considerado produto nobre e o queijo Gouda, de gosto suave, coberto por uma fina camada vermelha não comestível e de furos espalhados por sua massa.

Os Vinhos como o tipo Malbecc ou Cabernet Sauvignon, como qualquer outro vinho seco e mais encorpado ganham em seu sabor um gostoso contraste quando degustados com o queijo Gorgonzola, que possui fungos azul-esverdeados, massa cremosa, macia e de sabor forte, considerado um dos queijos mais antigos do mundo.

E para fechar com chave de ouro, o tipo Roquefort, chamado de queijo azul, que possui uma casca natural muito saborosa, produzido com leite de ovelha, pede para ressaltar o seu sabor com vinhos mais adocicados como o tipo espumante ou vinho do Porto, levando um frescor ao clima de qualquer ocasião.

Agora que já estão devidamente informados, podem realizar uma excelente reunião convidando os amigos e familiares, com uma ótima tabua de petiscos ou um romântico jantar a luz de velas, que é certeza que vai surpreender e agradar a todos.

Gostou dessa dica? Aguarde novas publicações e em breve, conhecerá os produtos portugueses gourmet! Só no site do Eno Gourmet Premium.

Até a próxima!

Conheça mais sobre o mundo da enologia no Eno Gourmet Premium, um dos melhores blogs de culinária típica portuguesa e aproveite para comprar vinho online.