Veja aqui as principais dicas para aprender a ler os rótulos das garrafas de vinho sem dificuldade, e confira também como obter mais informações sobre os vinhos portugueses.

Os vinhos de Portugal são muito conhecidos, já que o país conta com regiões recheadas de vinícolas e produtores apaixonados pelo que fazem. Porém, você sabe escolher entre as diversas opções existentes?

Como ler rótulos de garrafas de vinho

De forma geral, existem duas categorias de rótulos de vinhos que são encontrados em todo o mundo:

  • Rótulos de vinhos do Velho Mundo

Levam em consideração a região onde as uvas foram cultivadas (Champagne, Rioja, Bordeaux, Chianti, etc.), e o produtor. Esses vinhos são comuns em países europeus, como Portugal, França, Itália, Espanha, entre outros.

  • Rótulos de vinhos do Novo Mundo

Levam em consideração o nome do vinho e quais uvas que o compõem (Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay, etc.). São mais comuns em países como Argentina, Brasil, África do Sul, Chile, Estados Unidos, Austrália, entre outros.

 

·         Nome do Vinho

O grande destaque do rótulo é o nome do vinho, principalmente no caso de vinhos do Novo Mundo. Diversas vinícolas contam com mais de uma linha de vinhos e, para melhor identificá-las, é bom se atentar ao nome (e não ao fabricante).

·         Safra

A safra, basicamente, indica em que ano as uvas foram colhidas. Trata-se de uma informação importante, já que alguns tipos de vinho têm seu sabor realçado com o tempo, enquanto outros perdem algumas propriedades se ficarem mais “velhos”.

A maioria dos vinhos rosés e brancos deve ser consumida entre 2 ou 3 anos, enquanto a maioria dos tintos em até 5 anos.

Há também os chamados vinhos de guarda, aqueles que podem ser envelhecidos por muitos anos, e até mesmo décadas.

Os vinhos que não informam a safra no rótulo, são aqueles produzidos com uvas colhidas em anos diferentes, como é o caso da maioria dos vinhos espumantes e vinhos do Porto.

·         Origem

Você pode encontrar algumas denominações de origem nos rótulos dos vinhos. As mais comuns são:

DO – Denominación de Origen (Espanha) e Denominação de Origem (Brasil)

AOC – Appellation d’Origine Contrôlée (França)

DOCG – Denominazione di Origine Controllata e Garantita (Itália)

DOC – Denominação de Origem Controlada (Portugal) e Denominazione di Origine Controllata (Itália)

QBA – Qualitätswein Bestimmter Anbaugebiete (Alemanha)

·         Teor alcoólico

O álcool age como conservante e aumenta a longevidade do vinho. Quanto mais álcool tiver, maior a durabilidade do produto, esteja ele fechado ou mesmo depois de aberto.

Os vinhos com maior teor alcoólico são aqueles mais quentes e pesados ao paladar.

·         Cru, Grand Cru e Premier Cru

A expressão “Cru” significa “vinhedo”. Desta forma, um vinho classificado como “Grand Cru” indica que vem de uvas de uma região com destaque, que possui bom fluxo de safras e qualidade garantida.

No caso dos vinhos portugueses, um “Grand Cru” é a melhor classificação possível para a bebida, e em seguida vem o “Premier Cru”.

Por meio da Eno Gourmet Premium, você tem acesso às principais informações acerca da cultura gastronômica de Portugal, ao que confere seus famosos vinhos e os sabores de sua culinária.

Leia mais sobre vinhos portugueses aqui.

 

Adquira produtos de qualidade na Eno Gourmet Premium

A Eno Gourmet Premium é uma loja especializada em vinhos, queijos e azeites, e possui os melhores e mais deliciosos produtos para que você obtenha o melhor da culinária e do vinho português sem ter que sair de casa.

Navegue pela loja online e confira!

Ficou interessado? Confira esses vinhos relacionados:

Vinhos Selecionado | Pedernã

Douro Reserva Tinto

Doc Douro Grande Reserva

Conheça mais sobre o mundo da enologia no Eno Gourmet Premium, um dos melhores blogs de culinária típica portuguesa e aproveite para comprar vinho online.